página inicial
compartilhe:

Movimentos Sociais - 21/08/2013 09:26h


Conflito entre índios e fazendeiros na Bahia tem quer ser negociado, diz deputado


Preocupado com a dimensão do conflito envolvendo a disputa por terras no Sul da Bahia, nos municípios de Buerarema e Ilhéus, o deputado federal Valmir Assunção (PT-BA) disse que é preciso que o Governo Federal encontre de forma urgente uma solução negociada para a região. “A defesa da demarcação dos territórios indígenas é parte da nossa luta, mas faço a ressalva que os pequenos agricultores não podem ser expulsos. O uso da violência, nestes casos, não ajuda no processo que envolve as pautas indígenas e, muito menos, a relação com os camponeses da região”, disse.

O conflito envolve uma área de 47,2 mil hectares, cujo processo de estudo e demarcação envolve os índios Tupinambá que ali vivem. Os dados divulgados pelo Conselho Indigenista Missionário indicam que existem conflitos em pelo menos 25 propriedades da região. A Força Nacional de Segurança já está na área, que tem sido alvo de diversos protestos, tanto de fazendeiros como dos indígenas.


- Vivemos em um país democrático, em que todos têm direitos e deveres para com a sociedade. O direito dos povos indígenas deve ser respeitado – estes, inclusive, cansados já de não ver o processo de demarcação avançar no Brasil. O direito dos pequenos agricultores e camponeses também deve ser respeitado, por que eles são os responsáveis pela produção de alimentos neste País.

 


Comentários do website providos por Disqus
Notícias
Fotos
Vídeos
Podcast
Agenda
Blog
Enquete

O que você achou do novo site de Valmir?








+ Arquivo

Rua Dr.Jose Peroba n°325, Edf.Elite Comercial, sala 301 a 303, CEP: 41770-235, Stiep - Salvador-Bahia - Tel 071 3019.7200
Praça dos Três Poderes - Câmara dos Deputados - Gabinete: 739 - Anexo: IV - CEP: 70160-900 - Brasília - DF | e-mail: contato@valmirassuncao.com | Desenvolvido pela: Loupbr.